segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Vamos Ajudar?






Não conheço essas meninas... Mas uma amiga de Porto Alegre me mandou o link e fiquei sensibilizado...

Acredito que damos créditos pra coisas tão pífias e até estúpidas e as vezes nos esquecemos de fazer o bem, e na realidade se você não pode ajudar, o simples fato de divulgar pode fazer com que alguém nessa "jornada" virtual uma hora ajude!


Estamos na marca de 84% da arrecadação!!

Para atingirmos nossa meta dentro do prazo é muito importante a compra dos ingressos antecipados para os próximos eventos !!!!







CORRA E COMPRE JÁ O SEU!!!
CONTAMOS COM VOCÊS!!!


SAIBA COMO AJUDAR AQUI


Já estou seguindo e indicando o Blog delas tb http://olivinhanovohamburgo.blogspot.com/

A HISTORIA DELAS


A Campanha ganha mais uma história... é a da Fernandinha!!!
Ela tem uma história parecida com a da Olivinha e sua familia tem o mesmo sonho que motiva a família e os anjos da Olívia, que agora também são família e anjos da Fernandinha.
Unindo histórias por um sonho, esta é a nossa campanha!!!
Participe você também desta união!!!
Fernanda


A história da menina Fernanda Rossoni Vargas é semelhante a da Olivinha. Por este motivo as familias se uniram e a menina Fernanda também irá para China em busca da cura com o tratamento com células tronco.

As meninas Fernandinha e Olivinha viajarão juntas para o tratamento no mesmo local , agora mais do que nunca a campanha vai ganhar cada vez mais força.

As duas meninas são de Novo Hamburgo , e tiveram o mesmo tipo de acidente na piscina , porém em épocas e locais diferentes, o impressionante é que as duas meninas tinham idades parecidas quando se acidentaram , entre 2 e 3 anos de vida , a Fernandinha completará 8 anos em Dezembro deste ano , as duas Familias se uniram para compartilhar experiências e com isto poder proporcionar uma recuperação mais rápida e confortável para elas .

A História da Olivinha

No dia 16 de agosto de 2006 nasceu uma menina linda chamada OLIVIA. Ela veio para dar muita alegria aos pais e para a mana Luísa.
É uma menina cheia de energia, pulava, brincava, cantava e enchia a nossa casa de alegria, contagiando todo mundo. A mana Luísa é a parceira da Olivinha nas historinhas dos livrinhos que continua lendo para ela.
Olivinha

Infelizmente no dia 17 de janeiro deste ano, bastou apenas um segundo para tornar toda esta felicidade e sonho em pesadelo. Pesadelo este que se tornou um DESAFIO na nossa vida real.
A nossa pequena OLIVIA, que estava brincando com as priminhas e a mana na sala da casa da vovó, saiu para o pátio, talvez para buscar um brinquedinho que estava perto da piscina, e, sem que percebessemos a sua ausência, caiu na piscina.
O papai que foi buscar água na cozinha ao retornar, logo em seguida, percebeu a ausência da Olivia e saiu a sua procura.
Começou então a procura dela pelo condomínio. Depois de alguns minutos, a vovó Beti ouviu os chamados pela Olivia e a angústia de todos, olhou para a piscina, saiu correndo se atirando e achando a Olivia, quase sem vida.

O desespero e o pânico principalmente dos pais foi grande, mas graças a ajuda, que DEUS colocou nas mãos da mamãe Carol, a nossa Olivia começou a ser salva. A mamãe, sendo uma profissional da área da saúde, exercendo a função de enfermeira no Hospital Regina, neste momento, não deixou de ser esta profissional para salvar a sua filha, colocando em prática tudo o que aprendeu no dia a dia do seu trabalho para o primeiro socorro dela.
Imediatamente, enquanto a mãe fazia massagem e respiração boca a boca, o papai pegou o carro e colocou ambas em direção ao Hospital. A mamãe continuou com os primeiros socorros até a chegada na emergência do hospital.
No Hospital, depois de várias tentativas para reanimá-la, felizmente ela deu sinal de vida. Foi neste momento que a nossa pequena guerreira começou a lutar pela vida, provando a todos que DEUS existe e que ELE está no controle.
Acompanhem a evolução da Olivia
Após trinta (30) dias na UTI, no dia 17 de Fevereiro foi transferida para um quarto do hospital. Logo em seguida foi realizada uma nova Ressonância. No resultado (laudo), foi constatado que a Olivia não estava mais em coma, mas teve uma lesão muito séria na parte responsável pela motricidade.
No dia 11 de março ela teve alta do hospital indo para a sua casa, no aconchego do lar e junto das pessoas que a amam. No seu quartinho todo decorado, foi instalada uma mini UTI para dar mais segurança na sua recuperação.
Ela está utilizando alguns equipamentos necessários para o seu tratamento e recuperação, como a sonda para a alimentação especial que é feita através de uma máquina “Bomba Infusora”, o Oximetro, Aspirador, Concentrador de oxigenio , cama hospitalar e outros. Com sessões diárias de fonoaudióloga, para estimular a deglutição e, esperamos num curto prazo de tempo, tirar a sonda da Dieta especial para que ela venha a se alimentar normalmente.
Hoje ela já está comendo meio copinho de iogurte .
Temos também três sessões de fisioterapias diárias para estimular seus movimentos. Ao mesmo tempo estamos fazendo alguns estímulos visuais para que ela volte a enxergar.
A medida que tempo vai passando, a nossa guerreira vai mostrando bons resultados. Ela está progredindo na sua recuperação.
Ela já está tentando vocalizar palavras (Maaaa, Paaaaaa, Brurururu), está com movimentos pequenos e espontâneos de pernas e braços, percebe a presença de pessoas, reclama através de gemidos quase chorando quando algo a está incomodando. São pequenas coisas mas, muito significativas para nós que queremos compartilhar com todos que estão nos ajudando.
Já está mantendo a cabeçinha erguida, graças ao trabalho dos profissionais que a estão acompanhando diariamente.
O nosso desafio continua na recuperação dela. É uma situação difícil e delicada que requer tempo integral ao lado dela e recursos financeiros mensais que não disponibilizamos. Para continuar o tratamento, estamos buscando com ajuda dos familiares, amigos e empresas recursos para suprir todas estas despesas mensais, através de eventos, rifas, camisetas, palestras e outras atividades que nos traga arrecadação.

A campanha da Olívia está aumentando a cada dia, graças ao espírito de doação do povo brasileiro, que está solidário e ajudando a Olívia para que possamos levá-la para fazer tratamento fora do país. Após vários meses de pesquisas e consultas, com vários hospitais de vários países, acabamos nos direcionando para a China. A China é o país mais avançado do mundo em pesquisas e implantes de Células Tronco.

Jesus Cristo disse :
“Quem agrada meus filhos, põe mel em minha boca.”

É assim que nos sentimos a cada ajuda, cada palavra e a cada pensamento positivo. Estamos agradecendo e pedindo a DEUS todos os dias que nos dê capacidade e força para sermos especiais para ela. É esta fé em DEUS que nos consola. É saber que daqui para frente é só progresso na sua recuperação. DEUS está no controle e vai nos ajudar a trazê-la de volta para fazer tudo o que fazia.

OLIVIA, mamãe CAROL, papai MÁRCIO e mana LUÍSA
agradecem a ajuda de todos .



Missão do Anjos da Olívia:

Proporcionar o maior conforto possível para que a recuperação da saúde da menina Olívia seja breve e duradoura.

Como: Aumentando cada dia o grupo, com união e ação, angareando recursos para o tratamento.

3 comentários:

Lilian disse...

Dani,

Sabe o que é mais triste? É que este tipo de “história” não rende comentários. Sabe por quê? Pelo simples fato de não ser "bonita" ou "divertida". Uma grande parte das pessoas ser tornaram egoístas e pensam que isso só vai acontecer com o visinho. É preciso olhar mais para o lado...
Beijos
Li

Anônimo disse...

O link pra compra de ingressos está quebrado...

Juliane Vieira disse...

Dani e Lilian:
Quem disse que a história não é bonita?
Quando eu vi a reportagem dessas meninas aqui em Porto Alegre pensei " poxa que garra esses pais têm". Não sei o que anda acontecendo no sul ultimamente, vejo bebês saudáveis sendo jogados no lixo ou como há duas semanas atrás onde uma criança foi encontrada engatinhando na estrada, detalhe, não é uma ou duas notícias, são várias. E meu coração se enche de alegria de saber que estas duas famílias com todas as dificuldades, através de uma rede de supermercados conseguiram chegar aos 100% que precisavam. Agora estas meninas vão para a China em busca do tratamento. Claro, não queremos ninguém passando por esta dificuldade, mas esses pais são "os pais", e ao invés de cuidar o jardim do vizinho vamos nos juntar a ele e perguntar se deseja ajuda, pois apenas criticar não nos faz sair do lugar.